25 de Outubro de 2017 Cícero Araújo
Imprimir    E-mail

Campeonato Paraibano terá formato semelhante a 2016 e impede clássicos na primeira fase

 

Depois de muitas horas de reunião na sede da Federação Paraibana de Futebol (FPF), com direito a pausa para almoço em uma churrascaria da Capital, enfim, ontem o martelo foi batido sobre a fórmula de disputa do Campeonato Paraibano 2018. A competição, que será iniciada no dia 07 de janeiro, terá as dez equipes divididas em dois grupos e será realizada em 16 datas. 
 
Os participantes do Grupo A encaram os do B em jogos de ida e volta, com os primeiros colocados de cada chave avançando direto para a semifinal. Vale lembrar que as chaves foram escolhidas usando como base a classificação das equipes no Paraibano deste ano.
 
Os segundos e terceiros colocados de cada grupo duelam entre si, em jogos de ida e volta, para definir os outros semifinalistas. Os jogos das semifinais e finais também serão disputados em ida e volta, com a equipe de melhor campanha decidindo em casa. 
 
Os dois piores de cada grupo vão participar de um quadrangular que definirá os rebaixados. As equipes se enfrentarão em jogos de ida e volta (seis datas) e as duas equipes de menor índice técnico vão para a Segundona. A previsão é que o certame estadual seja concluído no dia 08 de abril.
 
A fórmula de disputa escolhida foi bem parecida com o formato apresentado pelas equipes do Sertão, encabeçadas pelo Sousa de Aldeone Abrantes. A principal diferença do modelo proposto para o escolhido foi à inclusão do quadrangular do rebaixamento. O cartola alviverde elogiou o formato adotado para o Paraibano 2018.
 
“Estou muito satisfeito. A gente trouxe uma proposta aberta a modificações e o que foi proposto foi para melhor. As 16 datas também foram mantidas e foi criado o quadrangular da morte”, avaliou o cartola.

 

 

 

 

Redação 



« Voltar
 
Voltar ao topo ↑