Sanção do projeto deve acontecer com os vetos já acordados entre o governo e os senadores

A Reforma Trabalhista deve ser sancionada pelo presidente Michel Temer (PMDB), durante cerimônia nesta quinta-feira (13), em Brasília. O projeto foi aprovado no Senado, na terça-feira (11), por 50 votos contra 26 e uma abstenção.

A sanção do projeto deve acontecer com os vetos já acordados entre o governo e os senadores.

A iniciativa de promover o evento para celebrar a sanção da Reforma Trabalhista tem por objetivo colocar a estratégia do governo de criar agendas positivas como forma de se contrapor à crise política que atinge o presidente.

 

 

Redação