O deputado federal Hugo Motta (PMDB/PB) comemorou o resultado do estudo técnico realizado na Serra do Teixeira pela Secretaria Executiva de Meio Ambiente e representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão do Governo Federal ligado ao Ministério do Meio Ambiente. 

Hugo Motta solicitou ao Ministério do Meio Ambiente a implementação do Parque Nacional da Serra do Teixeira, um desejo antigo da população. "O estudo que avalia as condições físicas para a criação do Parque Nacional era uma das etapas para que esse sonho se concretizasse. Com o Parque, poderemos proteger o bioma, fomentar a atividade turística, gerando emprego e renda para a população, e garantir o desenvolvimento de projetos e pesquisas acadêmicas na região", afirmou.

A área engloba mais de 10 municípios paraibanos com predominância do Bioma Caatinga.

Visita Técnica

O secretário executivo de Meio Ambiente, Fabiano Lucena, que também integra a equipe que está no local, ressalta a importância da criação do parque para a Paraíba e para o Brasil. “Será um Parque de grande importância para o nosso Estado. Entendemos a importância de protegermos o bioma da caatinga e percebemos o potencial da área para o desenvolvimento do turismo sustentável”, observou.

Nesta quarta-feira (12), a equipe realizou uma reunião no Casarão do Jabre com os prefeitos da região e o fórum permanente Salve o Pico do Jabre. Nesta quinta-feira (13), haverá visitas às Serras do Melado (Cajazeirinhas) e Santa Catarina (São José de Lagoa Tapada). 

Posteriormente, o ICMBio vai elaborar uma consulta pública  para que a população se manifeste apoiando ou não a existência do parque e também para escolher um nome para o local.

A Serra de Teixeira possui uma grande riqueza da fauna e da flora, além das nascentes existentes no local, nas quais é possível encontrar na Serra animais como veados, macaco – prego, onça puma, e novas espécies de lagartos e borboletas.

 

Assessoria/Gilclécio Lucena