Justiça pernambucana enviou o mandado de prisão após receber informações de que o suspeito estava em Coremas.Com isso, houve um trabalho de investigação e descoberta da localização do procurado


 
Um homem suspeito de atear fogo em uma usina de cana-de-açúcar de Pernambuco foi preso, na tarde desse domingo (22), por policiais civis que se disfarçaram de frequentadores de uma igreja evangélica do município de Coremas, Sertão paraibano, a 400 quilômetros de João Pessoa. 


Segundo o delegado Glauber Fontes, a Justiça pernambucana enviou o mandado de prisão após receber informações de que o suspeito estava em Coremas. Com isso, houve um trabalho de investigação e descoberta da localização do procurado.

“Soubemos que ele estava frequentando uma igreja e alguns de nossos agentes começaram a participar dos cultos. Lá, eles identificaram o suspeito e o prenderam. Ele confessou o crime e disse que o incêndio foi praticado por ele e outros homens, mas não revelou os motivos”, afirmou o suspeito.

Ainda segundo o delegado, o suspeito segue preso na Cadeia Pública de Coremas, onde aguarda transferência para um presídio de Pernambuco.

 

Redação