Romário Gomes Silveira, acusado explodir um banco no Shopping Partage, em Campina Grande, que doou R$ 2.000,00 para a campanha a deputado estadual de Tovar Correia Lima (PSDB), em 2014, não teve somente este vinculo com o parlamentar e a gestão do prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) ao qual era assessor, Romário já viajou para Brasília, com custos pagos pelo Gabinete do Prefeito, conforme mostra levantamentos feitos junto Tribunal de Constas do Estado (TCE-PB). Outro dado relevante é que além de Romário e sua mãe de nome Maria do Rosário Gomes Silveira (NENÉM DA LIBERDADE), seu irmão Danilo Gomes Silveira também integra a gestão do tucano.

 

 

Sobre a viagem paga por Romero Rodrigues, para Romário visitar Brasília junto ao deputado estadual licenciado e atual secretário municipal, Tovar Correia Lima (PSDB) em 2014, ela custou aos cofres públicos R$ 1.627,20, para supostamente tratar de temas de interesse do povo campinense.

 

 

Mais um integrante da família Silveira foi descoberto dentro dos 7.393 servidores contratados sem concurso público, entre comissionados e contratados por “excepcional interesse público”, verificados no Sagres, trata-se Danilo Gomes Silveira, irmão de Romário que ganha R$ 937,00 da Secretária de Administração.

 

Ontem foi averiguado que a mãe de Romário de nome Maria do Rosário Gomes Silveira (NENÉM DA LIBERDADE) é prestadora de serviço na PMCG gestão do tucano. A mãe de Romário de nome Maria do Rosário Gomes Silveira (NENÉM DA LIBERDADE) é prestadora de serviço na PMCG e ganha R$ 2.000,00 da Secretária de Administração Municipal. Ontem a imprensa noticiou que Romário também foi um dos doadores da campanha do deputado estadual de Tovar Correia Lima (PSDB), em 2014, doando a quantia de R$ 2.000,00. Tovar obteve 30.670 votos na Paraíba em 2014. Na prestação de contas foram arrecadados R$248.242,00.

 

Entenda

A Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil realizaram operação policial na manhã desta terça-feira, 07, e prenderam dois homens que estariam envolvidos no assalto que invadiu e explodiu banco no Shopping Partage, em Campina Grande. A Operação Aurora cumpriu 12 mandados, sendo quatro de prisão preventiva e oito de busca e apreensão.

 

A grande questão é que um dos homens presos é servidor comissionado da Prefeitura de Campina Grande, locado no gabinete do prefeito Romero Rodrigues. Romário Gomes Silveira é filho de um lider comunitário do bairro da Liberdade, bastante conhecido na cidade como ferrenho defensor do PSDB e do senador Cássio Cunha Lima, Seu Neném. A prefeitura confirmou a lotação de Romário, mas garantiu que ele já foi exonerado no fim da manhã de ontem.

 

Operação Aurora

Ainda de acordo com as polícias, foram apreendidos um carro, uma moto com restrição de roubo e alguns aparelhos celulares. Os suspeitos detidos estão sendo levados primeiro para a sede da Polícia Federal e em seguida encaminhadas para a Central de Polícia, ambas em Campina Grande.

 

O objetivo da ação, segundo o delegado, é o enfrentamento aos crimes contra instituições financeiras, bem como a coleta de materiais de mídia que possam oferecer mais subsídios às investigações, uma vez que foram apreendidos celulares, tabletes e outros aparelhos eletrônicos que podem conter mais provas sobre os crimes dos quais a quadrilha é suspeita.

 

 

Redação